25 anos da Visita  de São João Paulo II em Angola

João Paulo II no “Tiro aos pombos”

O mês de Junho de 1992 trouxe João Paulo II a Angola. Foi ao Huambo, Lubango, Cabinda, Mbanza Congo e Luanda. Era o fim da guerra e o princípio da esperança e da alegria. O Papa veio até ao Huambo, onde no dia 5 de Junho Celebrou a Eucaristia no chamado Largo “Tiro aos Pombos” hoje “Praça São João Paulo II”.

Nesta Santa Missa, o Papa rezou pela justiça e pela paz em Angola. Rezou em união com todos os filhos e filhas desta grande Nação.

João Paulo II no Huambo

Passados 25 anos da sua visita a Arquidiocese do Huambo teve diversas actividades para comemorar a visita de quem hoje é São João Paulo II.

 

Missa no Seminário Maior – Filosofía

A cerimônia de comemoração pelos 25 anos, celebrou-se na Igreja do Seminário Maior de Filosofia. A Eucaristia foi presidida por D. Francisco Viti, Arcebispo emérito do Huambo, e com ele concelebraram D. José de Queirós Alves, Arcebispo do Huambo e D. Luzizila Kiala, Bispo do Sumbe, estiveram presentes também  sacerdotes do clero Diocesano, Religiosos e Religiosas assim como o Povo em Geral.

 

Benção da Imagem de São João Paulo II

 

Neste marco de comemoração, iniciado o I Congresso Eucarístico Nacional, na Missa de abertura celebrada na Praça São João Paulo II o Card. Manuel Clemente, abençoou a imagem do Papa que foi colocada na Igreja do Seminário de Filosofia.

 

 

Benção da Avenida São João Paulo II

Outro acto dentro destas comemorações foi precisamente a benção da  então Avenida do aeroporto Albano Machado. Depois da benção passou a chamar-se Avenida  São João Paulo II, no dia 17 de Junho de 2017,Sábado, às 9h 00 antes da missa das primeiras comunhões.

Este acto contou com a presença dos Bispos e Arcebispos da CEAST, os enviados da Santa Sé, o Governador da Província do Huambo, Dr. João Baptista Kussumua, membros do governo e com maior realce a presença de Dom Manuel Clemente a quem coube a presidência do acto.

 

 

 

HOMILIA DO SANTO PADRE DURANTE A CONCELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA
AOS FIÉIS DA ARQUIDIOCESE DE HUAMBO